sexta-feira, 27 de setembro de 2013

LÓGICA DO AMANHÃ

Tão lógicos que nos somos que nos esquecemos
que acordamos movemos e respiramos
tão parcos de nos sermos...
Toda a construção dos nossos dias
depende da informação que nos incita um caminho

Toda a escolha é uma soma de lógicas
e todo o passo um resultado de decisões
Tudo quanto vejo sem haver lógica
é um resultado que não se processa
Todo o pormenor ao longe
é um ponto despercebido
que não se aninha no foco em sua forma...
Pois a lógica tem mais apresso
pela dimensão dos factos
do que as distantes incertezas desprovidas de tamanho

A lógica depende então do tamanho dos factos
para nos mecanizar
E quando materializada deliberadamente num movimento quotidiano
ela é esquecida
Por nos movermos dessa mesma lógica do depreendido
numa verdade inquestionável
De um estimulo que muito embora tenha história
nos é virgem e esquecido de um passado de identidade
que nos foi um dia primário
Que evoluiu por dentro e se desintegrou...
A realidade é do tamanho da soma dos pormenores compartimentados
que jazem desconexos na memória
Buscando amanhãs lógicos que nos agarram à vida

Sem comentários:

Publicar um comentário