terça-feira, 1 de outubro de 2013

GRITO DE IPIRANGA

Respira fundo
Aprende a albergar paisagens castelos e a beleza das flores
E inspira...
A dádiva maior que a vida nos dá é respirar

É um saber que não lhe damos ouvidos
por estarmos garantidos com o essencial
É um saber que rompe fronteiras
e aproxima o discernimento
É o saber que é a corrente de ar que amplia os espaços
com as certezas mais profundas
É sentir que para persistir na vida
à que saber simplificar para ir um pouco mais ao fundo
Até sentir um pouco mais do que um mero respirar

Todos os momentos em que nos surpreendemos
são novas etapas para ampliarmos novos horizontes...
Clarividências mais concisas
Que só quem se ventila com o devido acerto
é capaz de crer
e enxergar uns metros mais adiante
 
Da vida eu respiro
Respiro fundo
E quanto mais ao fundo eu vou respirando
mais eu levo dela

Sem comentários:

Publicar um comentário