quarta-feira, 7 de novembro de 2018

MOMENTOS





De tempos a tempos há que mimar os momentos...
E porque não sempre?

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

CALIGRAFIA



Amo-te

como a letra de uma caneta,

que num traço

não têm medo de arriscar o espaço do infinito

de uma folha em branco de papel.









sexta-feira, 9 de março de 2018

EMBRULHO





Ninguém aceita um presente,
 onde não cabe o futuro

Ainda que...

Atraente e elustrado seja o laço,
 encarnado,
do respectivo papel de embrulho.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

INSTANTES DE POESIA


                                           

Viver na apatia é morrer de instantes
Instantes de poesia é viver na inquietude.

Jogou-se para trás, não medindo o risco nem a altitude do estrado, do colchão aos pés da cama. E como sempre o fazia, talvez para que um maior fluxo de sangue a irriga-se de melhor modo os seus pensamentos, do alto do seu desejo recordou por breves instantes, que nunca se lembrou algum dia de pedir qualquer pinga de saúde, se não prazer, imenso prazer, acompanhado por uma tensão de arrepiar a pele, tesão até doer...

Se desejar é imaginar uma espécie de sustento.
O prazer, sem duvida, só pode ser o alimento que combate a acção do tempo, não nos deixando por fora nem por dentro por ele nos oxidar.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

TRAMPOLIM

Há em todos os amores uma barreira que não funciona como uma fronteira se não como um trampolim.
Sabias?
Então, ora sente e percebe...


Sabias que toda a distância, toda a contrariedade e todas as manigâncias que no passado nos separaram creio hoje que foram as especiarias com que nos apuraram a magnitude da nossa relação?
Agora quando estou longe de ti procuro tentar entender que isto não passou de um trampolim,  que nos fez entender e acreditar que os caminhos, têm todos o nosso destino como direção.
E assim construo um pensamento que não me dê carga negativa  nem motivos de aflição, sempre que a distância te rouba de mim.
Agora não te esqueças que, sempre que houver alguma disparidade  entre nós os dois,  mantem a calma e faz bem a "chamada", pois isso não passou, se não, de mais uma etapa para nos afirmarmos e apurar no vôo de trampolim.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

SIMPLESMENTE...

O amor não pode ser feito de argumentos, entre
duas partes que se acórdão através de um entendimento...

O amor só pode ser feito de um consenso, entre duas partes que se promovem e satisfazem num simples despertar.

Se há ar...Respira fundo!
Pois a hora é sempre tão exacta, tal como irracional é o sentimento.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

ERA UMA VEZ...

A irregularidade dos corpos atraem - se.

Como um sonho, que lá no alto, mergulha nas pertuberancias da terra para se afirmar.

Plantaram ao longe a esperança, de em todas as manhãs terem em comum, a comunhão de um simples acordar.
Deram ao espaço motivos de alegria sempre que em sintonia o presente se conjugou, num imediato, da primeira à segunda pessoa...
A cantar vestiram emoções, combinando a indumentária das roupas com as suas pulsações, para que dos pés à cabeça o mesmo ritmo se articula-se, no compasso da mesma dança.
E engalanados pela bonança dos beijos  juraram-se ao mundo, vivendo em segredo um amor sincero e tão  profundo, como as tardes mágicas que se  alongam na curiosidade palpitante nos dedos de uma criança