sexta-feira, 15 de agosto de 2014

PUZZLE

Ninguém existe pelo que é se não pela potência que o rodeia
Tal qual um oásis que se aninha rodeado de verde, num deserto.
Que sem objecto à sua volta para se energizar, um dia se degrada...
Tornando-se um cacto
Espinhoso e traiçoeiro de se fazer acompanhar

O espinho é na pele o ninho da dor
A carne é da alma e daqueles que a conquistam


Sem comentários:

Publicar um comentário