terça-feira, 20 de agosto de 2013

AMOR & PRAZER

Um velho um dia disse-me...

O prazer suscita pelos caminhos da negação
Na forma de um passo transgredido
Ousado
e apetecido
Arrepiado na pele

Tudo o que é infracção está mais próximo do deleite
Um quase que...
É ter
e ousar não viver

E com uma voz mais grave
como a querer recitar um refrão
Vociferou :

A imaginação tem a profundidade de um teu prazer

Puxou de um lenço da algibeira
para acalmar a saliva que se desprendia da boca
e rematou

O prazer esse
é daqueles que infringem a negação
O amor aquele...
Dos que se afirmam


Sem comentários:

Publicar um comentário