sábado, 5 de julho de 2014

ETERNAMENTE CRIANÇA


Na praia, até as raquetes se cansarem de mim
Serei sempre criança
Que brinca que corre e que ri...
De si
para si
Por entre os dentes do mundo

Sem comentários:

Publicar um comentário