terça-feira, 21 de outubro de 2014

VERGONHA

O silêncio é sempre um ruído que sibila...

Se no ping-pong da conversa
um repente deixar sonorizar apenas um ping
parte em busca do pong
Se do outro lado da rede há uma resposta que te apraz

Arrogantes são os juizos quando imprecisas são as estruturas

O silêncio é sempre um ruído que sibila
num pensamento envergonhado



Sem comentários:

Publicar um comentário