sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

NO MUNDO DAS BORBOLETAS

Depois de amar, só me resta cá voltar a vistir o corpo e constatar que lá fora impreciso o mundo é expectante comigo...
Para onde quer que eu vá, ele sorri para mim, para onde quer que eu vou, ele acena-me delirante a ir ter com ele, lá adiante, quando o foco de frente atentamente.
Mas eu é que de cá não saio, eu é que de cá não vou, pois francamente a melhor sensação que existe é realmente vestirmos a carne, sempre e depois, de fazermos amor.  Eu e tu, a dois...tão bom!

Desejas-me outra vez ?
Vá lá...
O mundo lá fora insiste !

Sem comentários:

Enviar um comentário