domingo, 14 de dezembro de 2014

DECISÕES



A decisão faz toda a diferença !
No dia em que dicidi olhar para ti todo o espaço em volta daquele instante  ruiu, deixou de existir
Não sem porém, que houvessem outros horizontes, ou outras formas a manifestarem-se
Mais tarde quando dicidimos dar o primeiro beijo, roubaste-me o chão, e o ar, e a força de querer cá voltar se um acordar, não fosse abrir os meus olhos, num imediato diante dos teus
E assim foram os meus dias...
Anos mais tarde quando dicidi pedir a tua mão em casamento foi para dizer ao mundo que um monumento também se enternece com alguém simples e vulgar, como eu
Amante confesso das noites imersas do teu morno
De decisão em decisões demos à união mais vida, um filho e uns tantos quilos de certeza
Porém dicidimos dar à decisão poderes de se engrandecer
E atribuimos-lhe um peso sem ponderação
Dicidimos que o amor desconfiava, que a união podia muito bem ser prisão, que as amizades podiam ser  afinal falsas verdades e que o sentido também se rasga no alcatrão das encruzilhadas
E dicidimos dar à decisão argumentos, para nos distanciar...

Sem comentários:

Publicar um comentário