terça-feira, 20 de setembro de 2011

O guião o improviso e a surpresa


O nosso encontro só podia ter sido perfeito
Eu com tudo planeado...
Jantar, conversa e um bom vinho para beber...
E à tua chegada esqueci-me de tudo
Que o muito já era bem pouco para te oferecer

Quis surpreender-te com as estrelas
Mas no brilho do teu olhar me perdi
Ao ver que descodificavas o esquema
Do guião escrito e planeado para ti

Rasguei os papéis e assumi
que a simplicidade valia mais a pena
Do que um céu estrelado
Ou um guião bem montado
Que teria que ser eu mesmo
Sem receios
Nem cautelas num passo improvisado

Rendi-me assim às evidências
Ao desarme do teu sorriso
E saímos endiabrados
Rumo ao destino...
A caminho do improviso
E não é que acertamos!
O paraíso era já ali

A lição que ficou foi bonita
O guião o improviso e a surpresa
Teatralidades num palco da vida
Passados presentes que substanciam
A nossa Natureza

Sem comentários:

Publicar um comentário