terça-feira, 13 de dezembro de 2016

NO ALCATRÃO DE UMA ESTRADA

O amor não é uma tensão como a paixão
O amor é muito mais...

O amor é como uma flor que precisa da terra para se agarrar
O amor é partilha
É sede
É amizade
É verdade que alumia
É luz
É norte
É sorte que contagia
É emoção
É vento
É sentimento que não se apaga
O amor é isto é muito mais...
É uma saudade que propaga as cores que nos vão por dentro
É vontade
É suspiro
É brilho de criança, no escuro da menina do olho
É sonho
É grito
É um infinito que descrito rima aos 7 ventos
O amor é isto, mas pode ser sempre muito mais

Enquanto isto uma mensagem ressoa no habitáculo de um carro, como que a adivinhar um texto que ganhava espaço ao rectângulo de um celular

"Louca por ti"

Leu ele o sms, acabadinho de chegar, ao qual respondeu:

"Imagina..."

Deixando-a desnorteada, e em suspense, por breves segundos com o peso de adivinhar.
À poucos minutos atrás tinham-se, despidos e despedido, com toda a pompa e circunstância que a paixão pode almejar.
E sem se conter a curiosidade assomou-se então pelos dedos dela, e desenvergonhada deu a cara

"Diz"

Por fim ele respondeu assim:

"Escrevi isto, daí até aqui
No alcatrão de uma estrada...

O amor não é uma tensão como a paixão
O amor é muito mais
O amor é como uma flor que precisa da terra para se agarrar..."

Sem comentários:

Publicar um comentário