terça-feira, 26 de novembro de 2013

NO QUADRADO DO QUILÓMETRO

No metro ou no quadrado do quilómetro
Nada de novo
Nada se aglutina
Se não os números...
A cocaína
de um vazio aritmético

A proximidade dos corpos
também não é seguramente a via mais presente
de nos darmos
Mas sim
a forma conseguida para nos medirmos
E num placebo nos medicarmos

A verdade essa
é na distância que se alcança
Que abraça e nos balança
Ao contrário do que se possa pensar

Sem inventar palavras
Reinvento-me todos os dias
Construindo caminhos e formas independentes
de me conectar com verticalidade
Atingindo a distância onde jazem os amores
e os sonhos das noites que me sonhei

Sem comentários:

Publicar um comentário