terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Fragilidade


Se soubesse cantar
a letra do meu texto
As minhas canções
seriam um êxito...
Onde a tua referência
estaria sempre lá
Em quadras de sentido
Nas rimas simples que afagam o ouvido
E dão luz ao cinzento dos dias
Por não haverem
melodias em mim
ausentes de ti


Quero abraçar o modo
que te preencha
A fórmula para lá do imediato
Num amanhã evoluído
... que desconheço
Onde não serei pensamento
Nem fragilidade
De um carinho teu

Abraçar-te é tudo o que preciso
Sentir o teu calor
Abafado... omisso
E segredar-te ao ouvido
Segredos
De uma pele que te quer tanto

Sem comentários:

Publicar um comentário