quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Formas quânticas


A vida nasce
numa linha ténue
entre
o tempo
e o pensamento
Com uma mensagem que não se esgota
num atento e definido discernimento

A atenção
é o que define
o quanto...
Restringido e elástico
se molda o traço
Da existência

Abraçar a imensidão
é buscar a dúvida
que se escapa da compreensão
Gerando a fragilidade
na vontade
de perceber a razão

..........

Procuro formas estranhas
de me saber ao certo
Entendimento capaz
de dar métrica ao alento
Formas quânticas
para lá do saber
Nas fragilidades ondulantes
de um pensamento
E por não me compreender
por completo
caio e vergo-me
em desalento
Por não me saber
o quanto
Nem me saber
até onde
Algum dia
serei
abençoado
desenvolvimento

Nada é perfeição
e
Tudo é insignificância

Sem comentários:

Publicar um comentário